► ego-amor: cultura

ego-amor... ego-amor... ✿ego-amor✿ ego-amor... esse nosso sítio, se destina às notícias... atualidades e/ou não,como também para quem aprecia a mídia de famosos - artistas...etc....

Hot

Post Top Ad

arquivados

Pesquisar

Mostrando postagens com marcador cultura. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cultura. Mostrar todas as postagens

29/10/2014

'São preconceitos'...diz Francisco Cuoco..."Na verdade são tantos preconceitos neste mundo. "

outubro 29, 2014
Francisco Cuoco com a mulher, Thaís Foto: Marcos Ramos






 

 


Francisco Cuoco com a mulher, Thaís Foto: Marcos Ramos
Francisco Cuoco com a mulher, Thaís - Marcos Ramos


Francisco Cuoco ignora críticas a casamento com mulher 53 anos mais nova: 'São preconceitos'

Ator conta que Thaís Almeida cuida de seu estilo e desabafa: 'Nem gosto muito de falar dela porque aí vem aquela besteirada da idade, como se fosse uma lei'




RIO - 

Aos 80 anos, Francisco Cuoco tem exibido um estilo mais descolado e colorido. Tudo obra de sua mulher, a estilista Thaís Almeida, 27 anos. No ar em "Boogie Oogie", o ator conta, no entanto, que nem liga tanto para aparência:

— Em geral, eu deixo que a televisão me cuide (risos). Mas, quando venho de casa, a Thaís cuida de mim. 

Ela escolhe as camisas, bota o cabelo assim, solta ou prende, dá um toque. 
Aí, eu me sinto superarrumado.
Mas Cuoco 
prefere nem revelar muito de seu casamento:
— Nem gosto muito de falar dela (Thais) porque aí vem aquela besteirada da idade, como se fosse uma lei. 

Na verdade são tantos preconceitos neste mundo. 



Mas o negócio é (ele faz um sinal de tapar os ouvidos) para o que não interessa porque não vale a pena.




POR 

fonte:

oglobo.globo
 

Continue Lendo +

24/09/2014

"Freud ainda incomoda."..." E continua em questão"..."O dia em que Freud não morreu"

setembro 24, 2014
. .



Freud ainda incomoda. E continua em questão

Reprodução



"O dia em que Freud não morreu"

Gláucia Leal

Passados 75 anos da morte do criador da psicanálise, suas idéias ainda influenciam profundamente as maneiras de pensar e entender o mundo – mesmo que nem sempre seja possível perceber isso de forma consciente. Pode-se concordar ou discordar dele e até mesmo odiá-lo. Mas é impossível a qualquer pessoa bem informada permanecer indiferente à sua obra

Imagine um jovem e talentoso neurologista que trabalhasse com crianças vítimas de paralisia e estudasse o funcionamento do sistema nervoso, na conservadora Viena do fim do século 19. 

Um pesquisador dedicado e culto, reconhecido por professores e colegas mais experientes, que – sem grandes sobressaltos – certamente construiria uma sólida carreira acadêmica. 

Perspicaz e produtivo, na segurança do laboratório é muito possível que fizesse descobertas dignas do aplauso de seus pares. 


Essas comprovações, realizadas com rigor, poderiam ser replicadas e obviamente teriam seu valor, oferecendo sustentação a achados posteriores, úteis para o avanço científico. 

Talvez nada realmente transformador, mas sem dúvida importante. 

É provável que esse fosse o caminho mais seguro e óbvio a ser seguido. 

Mas não foi o escolhido por Sigmund Freud. 

Ele mostrou, até por meio das próprias decisões, que o mundo (interno e, consequentemente, externo) escapa à lógica – é “psico lógico”.


Não por acaso Freud tornou-se uma das figuras mais controversas do século passado. 

Em A interpretação dos sonhos, de 1900 – considerado um marco na criação da psicanálise – ele apresenta idéias que deixaram de pernas para o ar muitas das teorias até então vigentes sobre o ser humano e seu funcionamento psíquico. 

Em uma sociedade aparentemente recatada, onde falar sobre sexo (e admitir que o assunto merecia ser tratado com atenção) era um tabu, Freud ousou fazer afirmações consideradas, na época, inconvenientes e escandalosas acerca da sexualidade – até mesmo de crianças pequenas. 

Disse, por exemplo, que a boca é uma zona erógena e que o prazer desfrutado pelo bebê no ato de sugar é sexual.

Falou ainda de algo, no mínimo, incômodo: a existência de uma instância psíquica inconsciente que aflora e se faz conhecer por meio de sonhos, atos falhos, sintomas. 


Essa proposição – que mudou a relação do homem consigo mesmo, com a cultura e a arte e com o próprio corpo – é considerada a terceira das grandes feridas narcísicas da humanidade.  

A primeira é a afirmação de Copérnico de que a Terra não é o centro do universo: é o planeta que gira em torno do Sol. Essa idéia nos leva à conclusão de que nenhum de nós, terráqueos, está no umbigo do mundo. 

O segundo golpe vem com Darwin e sua teoria, que aproxima o homem de outros animais e o coloca ao lado deles na cadeia evolutiva. 

E, por fim, Freud fala desse âmbito inescrutável que mora em nós e nos move em direção a sentimentos, escolhas e atos tantas vezes estranhos em nós.
 

Em busca da escuta do inconsciente, o médico de almas apresentou a homens e mulheres, estarrecidos diante de sua ousadia, uma clínica revolucionária, que se embasava na cura pela palavra, pela associação de idéias que se ligavam umas às outras e terminavam por trazer à tona os conflitos que escapavam à                       consciência.                                                   

Passados 75 anos de sua morte – causada por um câncer que se arrastou por muito tempo –, seus conceitos foram lidos e relidos, revistos e esmiuçados, retalhados, ampliados, discutidos. 

E nem sempre compreendidos. 

Quando um aluno, colega ou amigo pouco habituado à obra de Freud comenta o quanto ele deixou de lado em sua teoria ou foi marcado por idéias hoje ultrapassadas, embora vigentes em sua época, tendo inicialmente a concordar. 

De fato, Freud não explica tudo, ao contrário do que prega o senso comum. 

Aliás, não explica mesmo: antes, ensina a suportar que o saber, tanto de si quanto do outro, pode ser construído por meio da experiência, da elaboração – e, assim, abre caminho para desdobramentos da teoria. 

Pode-se concordar com Freud ou discordar. 

Ou até mesmo odiá-lo. 

De qualquer forma, uma coisa é certa: 

é impossível a qualquer pessoa bem informada ficar indiferente ao criador da psicanálise e a sua obra. 

Sete décadas e meia  
depois de sua morte, 
Freud ainda incomoda. 
E continua em questão.

fonte:
blogs.estadao

 
http://blogs.estadao.com.br/pensar-psi/o-dia-em-que-freud-nao-morreu/
. .
Continue Lendo +

07/08/2014

"Beyoncé terá homenagem e apresentação no VMA da MTV"

agosto 07, 2014

"Beyoncé terá homenagem e apresentação no VMA da MTV"

Patricia Reaney | Agência Reuters
 
 


  • Reprodução | Instagram
    Beyoncé concorre a melhor vídeo e melhor colaboração com Jay-Z no sucesso "Drunk In Love"
"A estrela pop norte-americana Beyoncé, atualmente em turnê com o marido, o rapper Jay-Z, nos Estados Unidos, irá receber um prêmio especial e se apresentar no MTV Video Music Awards este mês, informou o canal de TV a cabo nesta quinta-feira.

Beyoncé, que foi indicada em oito categorias, será agraciada com o Michael Jackson Video Vanguard Award na cerimônia de premiação, uma das mais importantes da indústria e que irá ao ar ao vivo da Califórnia em 24 de agosto.

"Beyoncé fez algumas das apresentações mais memoráveis da história do VMA", declarou a MTV em comunicado.

Beyoncé, de 32 anos, concorre a melhor vídeo e melhor colaboração com Jay-Z no sucesso "Drunk In Love", e ainda compete na categoria de vídeo do ano com a rapper australiana Iggy Azalea.

O cantor de R&B Usher e o grupo de rock australiano 5 Seconds of Summer também irão tocar na cerimônia."
 
 
"AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem."


outras notícias
04/08/2014 às 15:42
Beyoncé usa briga da irmã com Jay-Z em nova música; ouça - Foto: Reprodução | Instagram Beyoncé usa briga da irmã com Jay-Z em nova música; ouça
20/07/2014 às 11:21
Figurinos de Beyoncé vão para Hall da Fama do Rock and Roll - Foto: Jeff Haynes | Agência Reuters Figurinos de Beyoncé vão para Hall da Fama do Rock and Roll
14/07/2014 às 09:54
Beyoncé e Jay-Z podem fazer turnê juntos pelo Brasil - Foto: Win Mcnamee | Agência Reuters Beyoncé e Jay-Z podem fazer turnê juntos pelo Brasil
30/06/2014 às 18:11
Beyoncé e LeBron James lideram lista da Forbes - Foto: Soobum Im | Agência Reuters Beyoncé e LeBron James lideram lista da Forbes




fonte:
atardeuol




 
Continue Lendo +

Postagem em destaque

Marcelo Rezende, apresentador e jornalista: Velório /O jornalista, de 65 anos

FAMILIARES E AMIGOS CHEGAM AO VELÓRIO DE MARCELO REZENDE EM SP Velório acontece na Assembleia Legislativa de São Paulo ...apresenta...

Post Top Ad





|||Пост!Featured on Hometalk.comfoursquare
o ooOAdicione sua URL no Google, e apareça nas buscas